segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

No mundo da ciência

Ettore Majorana e Enrico Fermi: quais as diferenças?
Ettore Majorana by Mr. Esgar

«"Fermi era um homem simples(...), já Majorana tinha uma personalidade requintada e complexa", escreveu Pontecorvo nas suas memórias. Para Fermi, tudo tinha de ser dedicado à ciência: não gostava de música nem de literatura e não percebia os artistas. Mesmo a sua paixão pelos desportos era um subterfúgio para limpar a mente, ajudando-o a fazer ciência com mais eficácia. Fermi era monocromático, Ettore era como um arco-íris. Ettore fazia ciência porque isso o divertia, sem qualquer sentimento de finalidade ou obrigação, e nunca em detrimento dos seus outros interesses. Fermi devia sentir uma grande desconfiança em relação a Ettore e, no sentido inverso, Fermi parecia provavelmente a Ettore um filisteu sem desculpa.»
O Grande Inquisidor, João Magueijo


2 comentários:

José Ricardo Costa disse...

Já agora, no mesmo registo, leitura obrigatória: "Pais e Filhos" de Turguenev.

JR

Ana Paula Sena disse...

Agradeço a sugestão, José Ricardo. Na verdade, não o li. Boa ideia :)