domingo, 11 de dezembro de 2011

When I Am Laid in Earth

Quando penso no reflexo musical de uma certa elegância e delicadeza de espírito, oscilo sempre entre Händel e Purcell... Pois, que mais dizer desta maravilhosa interpretação de Andreas Scholl de um tema tão fácil de estragar? Se há céu algures, ele passa por aqui.



E fica também a já lendária interpretação do mesmo tema por Janet Baker (When I Am Laid on Earth - Dido's Lament - de Dido e Aeneas)


2 comentários:

Fernando Vasconcelos disse...

É engraçado pensar em elegância e considerar dois compositores do período barroco. Eu tendo a associar mais isso com o período clássico mais despojado na forma mas ... Este tema é fantástico e confesso-lhe que entre Handel e Purcell normalmente pendo para o segundo, uma heresia dirão alguns :-)

Ana Paula Sena disse...

É verdade, Fernando: as coisas que eu vou buscar! :)) elegância barroca! Mas eu diria que sim, talvez porque o período mais clássico como que subtrai uma série de emoções que o barroco expõe (em certos casos sublimes) com delicadeza e profundidade "trabalhadas".

Adoro Purcell, um compositor que tenho "explorado" mais recentemente e quase me atrevo a dizer que também o prefiro. Ai!

O como sentimos e interpretamos a música é um tema fascinante, ficaria horas a falar dele... :)