segunda-feira, 8 de março de 2010

Kathryn Bigelow

Kathryn Bigelow
A primeira mulher vencedora do Óscar para Melhor Realizador(a) com "The Hurt Locker"


 Algo incompreensível é o facto de este filme ter passado por cá quase sem "dar nas vistas". É um filme de 2008, e esteve em exibição nas nossas salas de cinema em 2009. Agora, só o Dvd permitirá apreciar este trabalho que, segundo consta, é excelente. Em contrapartida, "Avatar"... até há pouco tempo atrás, não se falava de outra coisa. Como sou apreciadora de ficção científica, e porque gosto de acompanhar inovações tecnológicas, fui ver o grande acontecimento. Que me perdoem os aficcionados - quase adormeci no filme. Senti-me sufocada por tanta Imagem. Um perigo para a actividade neuronal, mas um poderoso excitante do nervo óptico. E mais não digo, já que não sou especialista. 
"The Hurt Locker" diz certamente muito aos norte-americanos, já que o contexto do filme é o da guerra no Iraque. Mas, julgo será igualmente significativo para o resto do mundo, pelo menos no que se refere ao horror e vacuidade da guerra, para lá das fortes emoções que ela possa suscitar. 

O vencedor - Melhor Filme




Imagem: pesquisa do Google

10 comentários:

Manuela Araújo disse...

Ana Paula
Fico muito contente que tenha sido uma mulher a ganhar o óscar de melhor realização, com a feliz coincidência com o Dia da Mulher, e mais ainda porque a minha filha mais velha quer ser realizadora, tirou licenciatura na área e está agora a fazer mestrado.
Quanto ao filme,de facto não o vi, mas irei ver em DVD, mais tarde ou mais cedo.
Já agora, e em defesa do Avatar, posso dizer que gostei muito do filme, é de facto muita imagem, mas o que mais vale é a mensagem ecológica sobre os valores errados que movem a maioria dos humanos.
Um beijinho

Manuela Freitas disse...

Olá Ana Paula,
Eu vi o filme «Estado de Guerra» e realmente foi muito antes de se começar a «falar» dos óscares!...Quando começaram a falar do filme, pensei, tenho que ir ver aquele filme, só que comecei a ler nos jornais coisas sobre o filme e pronto aí iluminou-se a memória, já o tinha visto! O filme está muito bem feito e é de grande «suspense», mas quando saí do cinema, pensei, «propaganda ao corajoso e patriótico soldado americano!...»
Também vi o Avatar por curiosidade, mas tudo aquilo me parece inconsistente, além de ser um género que também não me cativa, depois do 2001, Odisseia no Espaço, pouco vi!...
Outro aspecto que considero «caricato» é a alusão de que foi a primeira vez que uma mulher ganhou um óscar, que até parece que somos umas débeis mentais, que ainda estamos a «crescer» para fazer qualquer coisa, quando já há excelentes realizadoras.
Para mim os óscares não significam nada de especial!...É uma «Fogueira de Vaidades»!...
Longo o meu comentário...rsrsrsr...
Beijinhos e desejo uma boa semana,
Manuela
A Ana Paula, também anda a fazer mudanças às suas «casas» e sempre com grande bom gosto.

anamar disse...

Viva Ana Paula...
Muito bonita a sua nova fotografia...
Pois este filme pasou-me ao lado.Há que o esperar de novo.

Vitória no feminino. Boa maneira de assinalar o dia.
Beijinho
:))

Há.dias.assim disse...

Não me lembro do filme, mas eu ando tão afastada da cultura que não admira.

RAA disse...

Um filmaço. Felizmente vi-o no Estoril, no Festival de 2008...

José Marinho disse...

Boa noite Ana Paula. Fica o comentário. Acho que também eu adormeceria, ou talvez quase sufocasse. Tudo de bom.

via disse...

este sim foi um prémio absolutamente merecido e pensar que em 80 anos de óscares é a primeira mulher que ganha um prémio como realizadora! clap clap

esp disse...

Olá Ana Paula
Peço desculpa, mas discordo, de tudo o que é notícia, não pelo feito, mas pelo género, do autor do mesmo.
Não dúvido que o prémio tenha sido absolutamente merecido.
Não critico de modo algum toda a publicidade que se tem efectuado ao mesmo.
Mas a enfase noticiosa, pelo facto de ser uma mulher a realizar o filme,e a ganhar o prémio é que me dá umas ganas de gritar: Mas em que era é que vivemos?
É por estas e outras que sou oficalmente contra os dias de:...
Um abraço
Esp

José Marinho disse...

Boa noite, Ana Paula! Que bom lê-la. Aagradeço as suas palavras; fucnionam como um incentivo que bem estou a precisar... O trabalho aperta e de que maneira... Tudo de bom.

Violeta disse...

querida Ana Paula
Deixo-te com um beijinho e votos de boa semana.
Bjs