domingo, 7 de março de 2010

Em memória de Leandro

Grande é a poesia, a bondade e as danças...
Mas o melhor do mundo são as crianças 
(Fernando Pessoa)


«Talvez estejamos no início de uma nova era na qual não nos limitaremos a ficar sentados à frente dos nossos televisores a ver crianças morrer e depois continuar a viver as nossas vidas abastadas sem sentir qualquer incongruência. Mas não são apenas as grandes crises dramáticas e com honras de noticiário que requerem a nossa atenção: há inúmeras situações, numa escala mais reduzida, que são tão horríveis e evitáveis como as maiores. Ainda que esta tarefa se nos afigure imensa, trata-se apenas de uma das muitas causas igualmente urgentes às quais se podem dedicar as pessoas que buscam um objectivo digno.»
in Peter Singer, Como havemos de viver? a ética numa época de individualismo




7 comentários:

via disse...

muito oportuno, também me horrorizou e nós somos todos culpados.acho que me apetece escrever sobre isso, obrigada pela sugestão e bom domingo.bjo

Sofá Amarelo disse...

Porque as pessoas - algumas pessoas - deixaram de sentir a Vida e limitam-se a espalhar as cinzas de um ódio (in)contido... e as vítimas nascem aleatórias por essas escolas, por esses noticiários...

vbm disse...

Não entendo porque a directora da escola não se demite ou não é demitida. Acabe-se de uma vez por todas com a irresponsabilidade absoluta.

Frioleiras disse...

um prazer........sempre enorme
pasar por aqui.....................

o teu blog
sp
cada vez mais bonito...........
e melhor !

sentimo-nos bem,
aqui.........

bj

CNS disse...

A indiferença e o silêncio têm sempre culpa.

Mónica disse...

surpreende-me este tema por aqui, bullying o q é isso em português? n será aquela coisa parva q as crianças (o melhor do mundo dizem q são elas, mas há um livro sobre crianças sobreviventes numa ilha, n sei se será julio verne..), os jovens gostam de fazer qdo estão em "manada" que é gozar com o mais fraco?

nunca gozou com ninguém mais fraco? nunca foi gozada por alguém e sentiu-se sozinha e desamparada?

parece-me q o pior disto é a geração de "meninos-flor de estufa", que um dia até podem vir a ser professores, que perante a adversidade se matam. isso sim é q é uma selecção da espécie mto chocante.

lamento as historias tristes, mas isto n é novidade (toca a ler charles dickens!!!!!!), é mais um histerismo de jornalismo cor-de-rosa

Ana Paula Sena disse...

Cara Mónica:

Muito obrigada pelo seu comentário.

Em relação ao tema, remeto-a para a leitura das inúmeras obras de especialistas, dedicadas ao assunto. Há imensa coisa disponível...
Aí, então, poderá confrontar o seu parecer com o daqueles que têm investigado o fenómeno.

Quando uma criança desaparece, há sempre motivo para preocupação.


Abraços a todos, e muito obrigada pela atenção.