sexta-feira, 13 de março de 2009

Que estranho...


Pensando numa série de coisas, desde ontem que uma certa interrogação se impõe de modo recorrente ao meu pensamento. Por isso, tudo o que venha a dizer, só pode estar aqui, depois de dizer isto. Não é nada do "outro mundo", evidentemente. Aliás, devo ser uma das pessoas mais cépticas acerca de certo tipo de especulações. A minha mente racional e carregada de exigências de rigor nas provas, levanta sempre muitos obstáculos a questões/respostas no domínio do "desconhecido". Embora seja muito curiosa acerca de ...

Mas deparo-me com uma extraordinária coincidência. Daquelas que parecem estranhíssimas e muito improváveis. Uma noite, falava eu a um grupo de alunos (adultos), relembrando o caso de uma aluna (adulta) do ano anterior. Alguém que pude acompanhar de uma forma muito gratificante: alguém que queria introduzir uma grande mudança na sua vida, dando-lhe uma reviravolta, introduzindo novas metas, etc. Um caso admirável de desenvolvimento pessoal que se traduziu no prosseguimento dos seus estudos numa área totalmente diferente da sua actual área profissional. E citei eu, portanto, este caso, como exemplo a ter em conta no que toca a acreditar que podemos ir sempre mais além... se quisermos. Cheguei mesmo a afirmar que gostaria muito que ela estivesse ali para lhes falar ela própria de tudo isso... sabendo do entusiasmo que colocava nas suas palavras, quando falava dessa sua tão importante motivação para evoluir e conquistar o que parecia inacessível. E, assim, resumo em muito este caso. Mas fica o essencial.

Ora, eu não tinha tido mais notícias desta aluna desde Julho de 2008. Apesar de ter ficado falado que comunicaríamos. Mas as vidas a correr... tantas vezes não vão permitindo... Como é possível que precisamente no dia seguinte, após a minha referida conversa, eu receba um telefonema dela, a dar-me notícias da sua vida, em especial do curso que está a frequentar, a sugerir-me que participe num seu trabalho de investigação... enfim, a mostrar-me de novo o seu imenso entusiasmo pelos temas, pelas ideias e autores acerca dos quais eu e ela costumavamos estar em grande sintonia?!! Digo-o tal e qual como lho disse: "Como é possível?! Isto parece telepatia! Ainda ontem falei de si a um grupo de alunos!!"

Bom... há coisas extraordinárias! E gratificantes na sua simplicidade. Pois a verdade é que ela vai aparecer para falar de si e do seu curso aos colegas. Aceitou logo entusiasticamente a minha sugestão. Não consigo deixar de pensar nisto, nesta espécie de comunicação à distância sincronizada... após tantos meses de silêncio.

Procuro uma explicação. Mas ainda não a encontrei. Acho que sei muito pouco!

A propósito, é de ouvir esta voz tão especial:





Imagem: DAQUI

15 comentários:

mié disse...

...sempre me disseram que,
quem bem se quer, bem se encontra!!

Gostei muito do teu "post" :)

e da música também!


um beijo

terno

Bom fim de semana!

vbm disse...

Os teus discípulos podem ter falado da história a amigos seus e, um destes pode ter telefonado à própria visada que, depois, se lembra de ti por a saber amiga de um discípulo teu.

...

:)

alice disse...

acredito em coincidências boas como esta que aqui descreves, querida ana paula. e como tu falaste tão bem dela, é natural que a boa energia que a tua mensagem passou tenha chegado até à vontade de ela te ligar. porque no universo está tudo ligado por fios invisíveis :) beijinho grande e bom fim de semana (com grande pena minha por amanhã não nos encontrarmos...)

Violeta disse...

Sempre fui muito intuitiva e com uma crença em muiats das coisas que a nmaioria acha impossíveis. poderia contar-te muitas histórias de coincidências, presságios e outras coisas; não obstante a minha veia científica - contrasensos...
Deixo apenas o meu agrado por essa aluna e por eprceber que são histórias assim que dão âninmo a quem ensina.
Bom fim de semana

Artista Maldito disse...

Olá Ana Paula

Por vezes o inexplicável pode levar-nos a pensar segundo uma lógica racional, mas há respostas às quais a racionalidade não responde, por agora, talvez. Penso também que uma forte intuição, que não deixa de ser racional, se ajusta ao tempo, mas que sei eu? Foi um reencontro num tempo justo, a tal empatia que criou bons frutos.

E Gabin, com outros rostos do cinema francês, foi para mim um reencontro e é sempre bom rever estes actores carismáticos...de outros tempos.

Beijinhos e bom fim de semana
Isabel

poemar-te disse...

Pois, Ana Paula. Há coisas que a ciência e nada explica, porque, enfim, por uito que não queiram, ainda há mistério. Como dizia Hamlet a Iago, "Há mais mistérios no céu e na terra do que sonha a tua filofosia". Cito de cor, talvez não esteja bem correcto. E Machado de Assis, em "A cartomante" diz a começar, "Há mais mistério no ceú e na terra do que sonha a nossa vã filosofia". É pena, por exemplo, ao nível da medicina, não se dar aa smãos com a medicina tadicional e chinesa e outras contribuições que estudam e praticam os fluxos energéticos. Talvez se salvasssem muitas vidas e fossemos todos muito mais felizes. Li "A cartomante, quando andava em letras", agora com aulas no 1º ciclo, tudo isso parece excrecência face aos recursos a que enho de recorrer. Nem sei como me lembrei. Agradeço-te avivares-me a memória. Essa voz, é essa voz epronto. Estou sobrecarregado de trabalho. Tudo de bom .

vbm disse...

«quem bem se quer, bem se encontra!»
______________________________________

mié,

É bem verdade,
um são optimismo, esse!

Voltaire dizia: -
«Les beaux esprits se rencontrent toujours!»

Sempre acarinhei e me confortei
com este pensamento esperançoso.

:)

Eliete disse...

Ana Paula que bom compartilhar uma experiência sua. Essas coincidências ou sincronicidades como diria Jung´são muito especiais.
Penso que você deve ser uma ótima professora, pois fala do seu encantamento frente ao encantamento do outro. Um abraço, Eliete

contracena disse...

Existem mesmo coisas que não se explicam. Eu chamo-lhes "transmissão
de pensamentos". Acontece-me tanto.
A outras, chamo-lhes "sinais". Acontece-me tanto.
Há muitos anos que já não procuro qualquer explicação. Simplesmente acontecem-me!
Gostei do "caminho" da tua aluna.

Beijo, Paula.

Artista Maldito disse...

Boa Noite Ana Paula

Hoje é dia de selos. Trago comigo três, não há fome que não dê em fartura, costuma dizer-se. São selos engraçados e ofereço-os com muito gosto:

Este Blog tem Pés para Andar
Beautiful Blog
Este Blog é 7 Estrelas

Desejo-lhe um bom início de semana.

Beijinhos
Isabel

poemar-te disse...

Ana, não se pode ler tudo. Actualmente, até ganhei um pouco de alergia. Ganho ansiedade. Cuidado... Anda e conversa. Obrigado pela tua visita. Uma boa semana.

partilha de silêncios disse...

A chamada " coincidência significativa", Jung sabia bem do que falava quando desenvolveu o conceito de sincronicidade.
Acontece muitas vezes, mas nem sempre estamos atentos.

Bjs

mdsol disse...

Engraçado. Acontecem-me regularmente casos semelhantes.
Mas, acho que o mesmo extraordinária: essa relação professora-alunos!
:))

Donnola disse...

sim é estranho, é sempre surpreendente a coincidência. tb me intriga. aliás..gostava de saber enviar umas mensagens por telepatia ehehheeh

Porcelain Doll disse...

Fascina-me o desconhecido... mal encontro uma resposta, eis que mergulho novamente em busca de algo mais... É maravilhosa a sensação de fazer uma revolução na nossa vida... já fiz algumas... fiz uma tão grande que tive alguma dificuldade em me reconhecer a mim mesma e à minha vida durante algum tempo...

Esse tipo de "telepatia" acontece-me com frequência... é bom quando acontece, não é? :-D