terça-feira, 3 de junho de 2008

O desafio do Eu



A Saxe fez-me um óptimo desafio que muito agradeço. Levou-me a pensar no que poderá melhor definir-me. É sempre bom fazer um esforço e ficar "de fora" a ver o nosso eu... Seis palavras e seis imagens, essa a regra. Mas, hoje, não consegui senão rever-me nesta construção visual de Mondrian.

Quanto às palavras, sempre difíceis de aplicar... seja, serão seis... numa:
h u m a n a (com defeitos e qualidades).
Só consigo rever-me, citando Terêncio, naquela sua afirmação:
"... nada do que é humano me é alheio."

Obrigada Saxe!


Passo a mesma ideia a todos os que queiram pensá-la...

7 comentários:

alice disse...

um desafio complexo, na verdade, eu também teria dificuldade em descrever-me, mas não posso deixar de dizer que a citação que aqui escolheste te assenta que nem uma luva :) beijinho grande, ana paula.

amfm disse...

Eu, Mondrian e Terêncio...é perfeito:)...tavez a isso se deva a dica que te mandei:)

Bj

Mar Arável disse...

Fiquei a conhê-la ?!

Nem os prórios

Admito que sejamos um ciclo de marés nas arestas que também
se desmoronam um desejo mórbido
de não se querer morrer
de olhos fechados

Sax tenor? Oboé?

Quem quiser que pinte nos espelhos

Hoje deu-me para o discurso
Perdão

G.A.M.N.A.A. disse...

PORQUE SIM !

E PORQUE SIM !



SUGIRO-LHE O GAMNAA!

VISITE-NOS!

COMENTE-NOS!

Bandida disse...

existimos? somos?


...............

Art&Tal disse...

bastaria conhecer a obra deste puritano

de casaco roto mas impecavel

ja viu o salto de p mondrian?

de coisas tao formais

descobre o buraco que continha o sumo

um conjunto de arvores

hmmmmm

como chegar a sintese?

hmmmmm

falar de nos....

uma cura

e-ko disse...

entre o "je est un autre" e a impermanência da permanente metamorfose com que me defino à entrada do meu perfil blogueiro... está tudo dito!

na sua elegante dança, o polvo, se protege numa nuvem de sépia em movimento... também!