sábado, 23 de março de 2013

redução à sensação

Manhã no mar a olhar para a terra, manhã na terra a olhar para o mar, dias de fantásticas miragens, sem lemes na embarcação, sereias só na imaginação, toninhas a dançar, e o escaler começa a afastar-se. (...)
Não importa dias de férias, dias feriados, dias infinitos, tanto faz chegar tarde como não chegar, é preciso é estar. Sensação boa, livre, mesmo para quem não tem um tostão.
Ruben A., Páginas (VI)

Sem comentários: