quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

amor para todos os dias, ou seja, o amor





- esta podia ser uma pequena lição realmente adequada àquelas pessoas que, com um ar muito digno e sério, raramente se apercebem de que o mundo não gira à sua volta;
- podia ser, mas não será, porque essas pessoas não passam por aqui;
- e mesmo que passassem, por mero acaso, não seriam capazes de ver o vídeo atentamente até ao fim;
- e mesmo que o vissem, provavelmente diriam: ah, tolices!;
- e mesmo que não o dissessem, concluiriam introspectivamente que tudo isto é uma questão alien ou de filósofos, quer dizer, de gente com mania de futuros.

- ou talvez não. (mas isto sou eu a testar a minha empatia)

3 comentários:

via disse...

vou levar mas isto é tão rápido que não tenho tempo para assimilar.

Eliete disse...

An Paula, continuo admirando seu blog e você.Deixo-te um selo no meu blog como sinal da minha amizade.bjs

Mar Arável disse...

Excelente

Que nunca lhe doam as mãos
a síntese das ideias