segunda-feira, 24 de setembro de 2012

ponto da situação


A redução do homem à vida nua é hoje a tal ponto um facto consumado, que é essa doravante a base da identidade que o Estado reconhece aos seus cidadãos. (...) Que significa, com efeito, sermos reconhecidos, se o objecto do reconhecimento não é uma pessoa, mas um dado numérico?
 Giorgio Agamben, "Identidade sem Pessoa"

Sem comentários: