quinta-feira, 8 de março de 2012

Instantes


Escrita do Poema

A mão traça no branco das paredes
A negrura das letras
Há um silêncio grave
A mesa brilha docemente o seu polido

De certa forma
Fico alheia

Sophia de Mello Breyner Andresen
Obra Poética III, Geografia

4 comentários:

Rita Roquette de Vasconcellos disse...

é tão bonito
:-)

Ângela F. Marques disse...

"Geografia" foi o primeiro livro de poesia que li de Sophia. Ficou-me tatuado.

Ana Paula Sena disse...

É verdadeira genialidade, conseguir dizer o que acontece quando escrevemos, com tão poucas palavras.

Bom fds, Ângela!

Ana Paula Sena disse...

é, é, Rita :))

Beijinhos e bom fds!