segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Kryptonite


Estava eu a pensar... dado que é uma coisa que costumo fazer volta e meia... e vieram-me os super-heróis à ideia. Pois. Eu adorava ler estas histórias aos quadradinhos quando era miúda. E claro que o gosto pelos super-heróis ficou para sempre. Ora, quando agora atento bem nessa minha atracção pelas histórias do Super-Homem e outros (vários outros), percebo que a parte mais gira, a mais gira mesmo, a melhor, a mais cativante... era quando o Super-Homem perdia os poderes. Por causa da malvada kriptonite. Claro, isto deve estar ligado, de algum modo, ao meu interesse por pedras. E por tudo o que vem do espaço. Mas, acima de tudo, o melhor de tudo, parece-me, é ter tomado consciência de que não há ser humano valente e corajoso que não transporte consigo um qualquer calcanhar de Aquiles. E não é que reside precisamente nisso o seu maior encanto?! Ah, não restam dúvidas, adoro super-heróis com kriptonite.

Sem comentários: