sábado, 6 de agosto de 2011

Hiroshima Mon Amour




2 comentários:

Mar Arável disse...

... e nós

aqui tão perto

TERESA SANTOS disse...

Ana Paula,

Um pesadelo que nunca abandonará a nossa memória.
É nossa obrigação transmitir este horror às novas gerações, todas elas, para que esta vergonha nunca, mas nunca, em momento algum, caia no esquecimento.

Beijinho.