domingo, 29 de julho de 2012

sem título

o poema da época é o poema contido
mas dentro do escasso tempo
cada poema conta

o poema da época é o poema laminar
dispõe de poucas palavras
mas com elas corta
o ar

o poema da época quer dizer muito
com pouco
é por isso que te inventa
à velocidade da luz

o poema da época é de verbo reduzido
vibra na hipótese esquecida
que de repente
voa

o poema que regressa
é o poema de sempre
bebe sonhos devagar
escreve-se lento à tardinha
embriagado de mar

o poema que se sente
é
o teu poema


A.P.

Sem comentários: