domingo, 9 de outubro de 2011

As Serviçais

 


"As Serviçais", ou "The Help" (2011) no original, realizado por Tate Taylor, mostra-nos o ambiente vivido nos anos 60, numa típica cidadezinha do sul dos Estados Unidos, na qual a educação para a hipocrisia faz os seus estragos numa certa geração de jovens esposas. Claro que os estragos não ficam por aí. Estas jovens, completamente desconectadas com a realidade mais dura e cruel, ainda que próxima, criam elas próprias uma realidade ainda mais desumana, sob uma capa de perfeição tão plastificada quanto fútil e inútil. Mas o cerne desta história (ou histórias) é outro. As famílias modelo aqui personificadas só subsistem enquanto tal, na medida em que existe um determinado e excelente pessoal (the help) nas traseiras das casas. A preciosa ajuda é dada, portanto, por estas mulheres fortes, mas destituídas da sua dignidade e humilhadas perante as suas mais elementares necessidades. É com as suas histórias que este filme bem feito se desenvolve. Histórias tristes, mas também divertidas, que nos levam a repensar a questão dos direitos civis e das diferenças raciais. Tudo do ponto de vista de um universo feminino. Quer do lado opressor, quer do oprimido, é também a emancipação da mulher o que está em causa. Vale a pena ver, até porque tem um variado e competente conjunto de interpretações, das quais destaco a de Viola Davis.




"The Help" resulta da adaptação do romance de Kathryn Stockett, "The Help" (2009).


3 comentários:

via disse...

Fabuloso! Imperdível!!

Mar Arável disse...

Uma boa referencia

Ana Paula Sena disse...

Concordo convosco! :))