quarta-feira, 26 de maio de 2010

Sem título


Há todo um fascínio na comunicação não-verbal 







Imagem: fotografia de Gregory Crewdson

7 comentários:

CNS disse...

Sem dúvida. As estórias habitam quase sempre naquilo que não de diz.

bj

vbm disse...

.

Todos a olharem a jovem...
Terá revelado estar grávida?

Hum...

:)

Manuela Freitas disse...

Na foto todos contemplam a jovem ausente...é o silêncio! Na música há, uma conversa entre instrumentos...é o ruído! O silêncio e o ruído sem palavras, mas palavras para quê? Como dizia Eugénio «As palavras estão gastas meu amor...»
A minha reflexão chegou até aqui e tb que o silêncio e o ruído, podem numa determinada perspectiva serem fascinantes, mas tb são muito perturbadores!...
Beijinhos querida Ana Paula.
Manuela

partilha de silêncios disse...

A comunicação não verbal é sem dúvida muito importante. Esta foto é um bom exemplo, não sabendo nada sobre a história, podemos ver aqui as expressões corporais, posturas, expressões faciais, o jogo de distâncias e proximidade que se estabelece entre as pessoas, o modo como se dispõem, podemos imaginar muita mensagem latente e até construir histórias diversas, sobre a foto. Interessante !!

beijinhos

Mar Arável disse...

Sem palavras

porque o silêncio por vezes

fala mais alto
e tem contornos de beleza

daniel disse...

Por vezes é no silêncio que tudo escutamos, um gesto, ou um olhar representam maior saber do que todas as palavras da humanidade...
dizem-se tantas coisas desnecessárias... o que me recorda um verso de Francisco Joaquim Bingre (grande poeta pré-romântico, hoje votado ao esquecimento): "Quanto é melhor calar, que ser ouvido."

TERESA SANTOS disse...

Por vezes uma expressão facial, um olhar, um gesto, valem por mil palavras.