quarta-feira, 21 de abril de 2010

Todas as paixões

Love's Messenger (1885), Marie Spartali Stillman (1844-1927)


O dizer de todas as paixões pela música de Vivaldi e a voz de Jaroussky. Ou de quando se consegue dizer tudo (?).

 
Vedro con mio diletto, Antonio Vivaldi (1678-1741) - Versão de Philippe Jaroussky e Ensemble Matheus


Vedro con mio diletto

I' alma dell' alma mia,
il cor del mio core
pien di contento.
E se dal caro oggetto
convien che sia,
sospirero penando
ogni momento...


Traduções aqui 
 Imagem: pesquisa do Google

6 comentários:

Manuela Freitas disse...

Olá Ana Paula,
Momentos belos e sublimes que vão passando por aqui...OBRIGADA!...A sua dimensão cultural, aliada a uma grande sensibilidade...impressiona-me e enriquece-me...
Posso saber algo de...e de...mas é pouco, nada se esgota!
Beijinhos,
Manuela

PS. Não chove por cá o dia todo, mas sempre chove...o ar quente de trovoada, provoca-me dores de cabeça...está um tempo doido!...

RAA disse...

Divino Padre Vermelho!

José Rui Fernandes disse...

Jaroussky é um dos melhores contratenores da actualidade. E aqui está ele! E muito bem acompanhado!

Abraço

Klatuu o embuçado disse...

Belo post... ;)

via disse...

o italiano é a língua das preces, sim senhor, e a música não tem língua. bom fim-de-semana

Nilson Barcelli disse...

Excelente música e interpretação.
Obrigado pela partilha.
Querida amiga, bom fim de semana.
Beijos.