terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Dez livros que não mudaram a minha vida

(sabe-se lá por quê!)


Do Machina Speculatrix recebi o convite para dar resposta a este desafio - um verdadeiro desafio! Assim, passo a indicar os dez livros em questão (e posso acrescentar que me diverti a pensá-los):

- Apologia de Aristóteles, de Platão

- Ao Encontro de Damásio, de Spinoza

- A República, de Sócrates

- Meditações Husserlianas, de Descartes

- Em Busca do Tempo de Proust, de Henry James

- Afinidades Não Electivas, de Zola

- O Dourado e o Verde, de Stendhal

- A Trilogia de Lisboa, de Paul Auster

- Crítica da Razão Impura, de David Hume

- Anti-Freud, de Santo Agostinho


A proposta original do desafio pode ser lida e consultada AQUI. Agradeço ao Porfírio Silva este interessante repto. Há também dez blogues que devo indicar para resposta ao mesmo, caso desejem fazê-lo:













Boas leituras!




Imagem: The Yellow Silk Dress, de Robert Hope (1869-1936)


16 comentários:

errosmeus disse...

Há livros assim, que têm esse condão...
Bjs

Violeta disse...

Com efeito os livros mudam a nossa vida. Teria dificuldade em escolher, mas sei que sem os livros a minha vida era mais pobre.
Bjos querida Ana Paula

Maria Josefa Paias disse...

Ah!Ah!Ah! :)))
E não digo mais nada, Ana Paula.
beijinho.

Austeriana disse...

Curioso!
Estes títulos também não mudaram a minha vida!:)))
De algumas obras... não posso dizer o mesmo... :)))
Abraço.

Ps. Para cumprir o desafio, vou ter que matutar ... :))

Benjamina disse...

Olá Ana Paula

Estão muito bons esses títulos :) e autores :) Assim, de certeza que não mudaram nada na sua vida ...
Pois eu estou a meio (parei pois não sei onde pus o livro... que nem sequer é meu...) do "Ao Encontro com Spinosa" do Damásio, mas esse não mudou a minha vida mas talvez tenha mudado alguns pensamentos... mas claro que não tem nada a ver com o seu segundo livro indicado :))
Acho que vou aceitar o repto, assim até é giro... e vou-me divertir também!

Porfirio Silva disse...

Uma resposta com densidade. É de filósofa!
(Obrigado por aceitar o repto.)

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

Ana Paula,
também o recebi do Porfírio, mas agradeço-lhe a menção.
Até agora tenho pensado no assunto e até já descobri que...não é nada fácil. Ded qualquer modo irei tentar fazê-lo...mas tem de ser com calma !
Um abraço.
Bom Ano.

vbm disse...

LOOLL

:)))

Mas de todos os listados,
devo confessar que,
quanto a mim,

a Crítica da Razão Impura
de David Hume

teve o efeito de tudo
manter igual na minha vida,

e até sei muito bem porquê!

Lol

TERESA SANTOS disse...

Ana Paula,

Obrigada por me ter proposta este desafio.
Não é fácil, não, mas que é interessante, não restam quaisquer dúvidas!
Vou meditar no assunto.
E para já, de imediato, uma questão se me coloca. De tantos livros já lidos ao longo do tempo, houve algum, UM apenas, que tivesse mudado a minha vida?!

RAA disse...

Grandes livros, Ana Paula, parece que estão todos esgotados, e só se encontram na Biblioteca do Congresso.
Como o desafio foi dirigido ao «Ferreira de Castro», vou tentar responder dentro do contexto do blogue (não vai ser fácil)...
Um abraço :|

Contracena disse...

Paula, um bom ANO NOVO!
Sem pressas mas também sem adiamentos!
Saúde!

Beijinho.
Fátima.

anamar disse...

Ana Paula, aceitei o repto, e lá estão os livros que além de nao terem mudado nada, deram-me imenso...trabalho a ler...
Beijinho, doce Ana.
e tudo de bom para 2010
Anamar
:)))

Manuela Araújo disse...

Olá Ana Paula

Venho aqui para lhe desejar um excelente 2010.

Beijinhos.

RAA disse...

Afinal, resolvi brincar. :\
Obrigado pela inspiração!

daniel disse...

Sinceramente vai ser difícil escolher livros que me não tenham mudado a vida - todos influenciaram um pouco (uns mais do que outros) =)

Parece-me um desafio interessante!

José Ricardo Costa disse...

Confesso que, ao ler o primeiro título, ia ficando em estado de choque. Só com o segundo entendi o jogo. Parabéns pela imaginação!

JR