sábado, 7 de novembro de 2009

O laço branco


O laço branco - Michael Haneke





De 5 a 14 de Novembro: Estoril Film Festival


[Agora que vi o filme, posso dizer que é de uma beleza e perfeição esmagadoras (assim o senti perante as imagens de uma luz branca resplandecente que parecia engolir-me e transportar-me para aquela estranha aldeia, laboratório de análise da humanidade). O efeito especial a destacar aqui, é o de todo o filme: um efeito especial inesquecível.
Questões: muitas. Fiquei a pensar (impossível não o fazer): infância, educação, crenças absolutas, repressão desumana - perversão. Como e onde se ligam entre si? Terá o laço branco um reverso tão negro como o ar da noite mais cerrada? Voltarei a tudo isto, certamente.]


12 comentários:

anamar disse...

Ana Paula, mais uma vez não posso deixar aqui o comentário do quanto este filme me impressionou..., depois naquele écran gigante, a preto e branco, ainda mais dramática tornou a expresssão de cada um daqueles personagens plenos de suspeição.
santo domingo...
Ana

Frioleiras disse...

Há mt tp q n passava p aqui.............................................

belíssimo, este novo visual...

belíssima a sugestão ...
Estoril Film Festival ......

(há mts anos, um dos meus maiores prazeres era ir ao cinema....
as correrias do quotidiano, a dispersão por outros interesses, etc etc.......... levaram-me a falhar tanta coisa boa que ainda acontece, nesta arte...
estou sempre à espera de um recomeço e voltar.....)

bj

casa de passe disse...

se não tivesse estourado com a embraiagem do meu carro, não faltaria .

infelizmente sinto-me um tanto presa sem transporte próprio.

abraço (bonito post)

Violeta disse...

Por diversos motivos não consegui ir ao Festival de cinema do Estoril. Depois deste post ainda lamento mais...
enfim, é a vida. umas vezes perde-se outras ganha-se e às vezes quando se perde ganha-se e quando se ganha perde-se...
bjs e boa semana

Manuela Freitas disse...

Olá Ana Paula,
Já vi alguns filmes de Michael Haneque. Este não vou perder se passar por cá, as suas palavras deixaram-me em grande expectativa.
Bj,
manuela

via disse...

não vi e ia ver, estava esgotado. vi outro sobre uma família de pai judeu, no festival, também. vou esperar que estreie em circuito comercial. boa semana,bjo

poematar disse...

Ó desgraça! Tudo me passa ao lado... O tempo ataca na sua verocidade... Nem tempo para ir a essas inciativas sempre interessantes. Tudo de bom. Boa semana.

Benjamina disse...

Olá Ana Pula
Que pena Estoril ficar longe!
Um abraço

RAA disse...

Gaita! Tinha um compromisso, e não pude vê-lo :(

C. disse...

É mesmo frustrante quando não se pode ceder à tentação do lazer. E o Estoril aqui tão perto! Ainda fiz a sugestão cá em casa. Mas um "sininho" reconduziu-me à cadeira onde trabalho e... não procrastinei. Tinha de ser.

Mas segui as pistas, vi todos os trailers disponíveis, todas as entrevistas do Haneke e algumas faixas musicais.
E decidi que não volto a perdê-lo.

Beijinhos e obrigada pelo "rebuçado".

Menina Marota disse...

Estou como o C. diz... é tão frustante quando se quer ir assistir algo e não se pode... aguardo com a minha paciência que venha o DVD...

Vim matar saudades! Há tanto tempo que aqui não vinha... mas vou voltar mais vezes, quero voltar. afinal adoro os blogues...

Beijo e Bom S. Martinho!!! :-)))

Ana Paula Sena disse...

Um abraço a todos e o meu muito obrigada pelos vossos comentários.

O filme é belíssimo e imperdível, na minha opinião. A forte impressão que me causou perdura...
Espero que todos possam vê-lo um dia destes proximamente e que gostem. Se assim não for, também não faz mal, é claro :))

P.S. - Bem-vinda, Menina Marota!