sexta-feira, 18 de abril de 2008

Música em Abril


EM ABRIL

Do céu vem água fresca e cinzenta (sente-se)
à volta a vida é cinzenta fresca (pressente-se)
não se pode não sentir que o tempo é mansidão (assim se escoa...)
desde o lembrar ao esquecer
está tudo na nossa mão
fechada engole o som
aberta todo o devolve
só a música é bem dourada
tudo o resto é um mais nada

À música que respiro
eu não consigo falar
mas ela tudo me diz: escuto a fuga das palavras
quando soa de mansinho
como o tempo: devagarinho

e se isto é A Sensação
e se isto é A Emoção
viver é a descoberta
gravada na intenção de A ouvir
hoje


18, 19 e 20 de Abril : os Dias da Música no CCB




Imagem: Maya Deren (1917-1961). Meshes of the Afternoon, 1943


9 comentários:

Lauro António disse...

então boa audição!

Presença disse...

Perfeito convite...

Obrigada
bjo
Bom fim-de-semana

O Puma disse...

Belo

respirar a música de ABRIL

Mar Arável disse...

é verdade o som que ainda

rebenta das boas memórias

Bandida disse...

bela a música. a descoberta dos espelhos. :)

beijo AP.



p.s.

espero q tenhas gostado

MiE disse...

A música que é tudo isso

Sensação Emoção

Bela Ode à Música :)


Um beijo grande

isabel disse...

música para a alma. sedenta. de abril a todos os abris.



________________.

abraço.
P.

alice disse...

e na intenção de ler, querida ana paula, vim eu aqui esta noite :) um bonito poema de emoções e de sensações. e eu com saudades tuas! beijinho grande.

intruso disse...

Dias a que "faltei"...

:S



bj